Sid Carneiro

As equipes de documentários das emissoras premiadas na II Mostra da Associação Brasileira de Rádio e Televisões Legislativas (ASTRAL), encerrado no último dia 30, em São Paulo avaliaram que a mostra se consolidou entre os associados. Além de estimular o interesse das TVs Legislativas para a criação de núcleos de documentários, que possam inserir conteúdos diferenciados, em suas programações locais.

A TVAL de Minas Gerais ficou com o primeiro lugar da mostra com o documentário Memórias Rompidas, um longa-metragem de 51 minutos, que retratou a realidade das famílias atingidas pela quebra da barragem de Fundão, no Distrito de Bento Rodrigues, no município de Mariana (MG). O documentário ficou em terceiro lugar em outra mostra no Rio Grande do Sul, em 2016.

“É gratificante ver que o conjunto das emissoras legislativas – e não uma ou outra – tem a oferecer produções de excelente conteúdo editorial e linguagem atrativa. Isso fortalece a comunicação legislativa como um todo, faz dela uma referência e nos aproxima ainda mais do cidadão”, afirmou a Gerente Geral de Rádio e TV ALMG, Patrícia Helena Salazar Porto.

A TVALMG tem histórico de produção de documentários premiados, como 50 Anos do Golpe de 1954, produzido entre 2013 e 2014, o documentário Na Lei ou na Marra: 1964 que recebeu três prêmios, incluindo Vladmir Herzog, em 2014.

Equipe do Núcleo de Documentários da TVALCE comemora o segundo lugar na mostra da ASTRAL

O segundo lugar foi da TVAL Ceará, veterana em concursos de documentários que inscreveu quatro documentários. Pela segunda vez, na Mostra da ASTRAL, os cearenses se mantiveram entre os três premiados. Desta vez, a equipe do Núcleo de documentários da TVALCE recebeu o troféu de segundo lugar ao retratar em um curta-metragem, a trajetória de uma família indígena Tapeba que perpetua a cultura do seu povo, ao criar uma escola indígena.

“Achamos extremamente importante essa iniciativa da ASTRAL, porque vemos os trabalhos das outras emissoras e essa troca de informações promove o crescimento dos profissionais das emissoras legislativas”, avaliou Vinicius Augusto Bozzo, roteirista e produtor do núcleo de documentários da TV Assembleia do Ceará.

Segundo ele, a mostra contribui para o fortalecimento da produção de documentários nas TVs Legislativas e melhora o nível de audiência chamando atenção dos telespectadores de que as TVs têm conteúdo.

“Temos essa prática de documentários há mais de treze anos, quando iniciamos a TV ALCE e registramos mais de 70 documentários produzidos nesse período. Esperamos que as outras emissoras continuem a produzir documentários e haja motivação com mais inscritos na próxima mostra”, afirmou Vinicius.

Para o diretor de Comunicação da Câmara de Araraquara, Chico Assis foi vencido o desafio

A TV Câmara de Araraquara (SP) foi premiada com uma Moção Honrosa ao atingir o terceiro lugar com o documentário de curta-metragem de seis minutos, Gralha Azul, ao contar a luta das mulheres camponesas do Assentamento Bela Vista do Chibarro, na zona rural do município araraquarense.

“Para nós foi um grande desafio produzir e apresentar uma produção na Mostra de Documentários da Astral. A qualidade de todos eles foram admiráveis. A premiação aumenta nossa responsabilidade, além de ter sido uma grande honra. Contudo, agora é hora de celebrar”, disse o diretor de Comunicação da Câmara de Araraquara, Chico Assis.