Sid Carneiro

Recentemente, durante o X Encontro Nacional da Associação das Televisões e Rádios Legislativas Brasileiras (ASTRAL), em Gramado, o presidente da associação, Wanderley Oliveira apresentou o radialista e atual Gerente da TV Câmara de Camaçari (BA), Morivaldo Silva, como o radialista responsável pela implantação da Rádio do Parlamento Timorense, país do continente Asiático.

A indicação de Morivaldo Silva partiu da ASTRAL atendendo ao pedido do Ministério das Relações Exteriores, através do Diretor Geral da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e Embaixador, João Almino. O Brasil mantém permanentemente um Programa de Cooperação Técnica com o Parlamento do Timor Leste. “Poder contribuir com esse processo de fortalecimento da democratização do Timor Leste será extremamente gratificante. Fiquei lisonjeado por ter sido indicado pela Astral para representar a associação nessa missão”, disse Morivaldo.

Ao reconhecer o valor profissional de Morivaldo Silva, o presidente da ASTRAL fez questão de enumerar as qualidades do radialista. “Ele é um profissional diferenciado que conseguiu agregar, mais valor a essa paixão de infância dele, que é o radialismo, dominando as técnicas operacionais de redação, produção e apresentação. Enfim, um profissional completo, que certamente, representará a cima das expectativas, a ASTRAL e toda a Rede Legislativa”, afirmou Wanderley Oliveira.

Com vasta experiência em rádio e também TV legislativa, Morivaldo Silva não poupará esforços para representar a ASTRAL e atender as expectativas da comunicação timorense. “Estou ávido para encarar esse desafio e poder contribuir com os timorenses passando um pouco das experiências e legados desses vinte anos de experiência que tenho com rádio”, disse Morivaldo.

Ele avalia que sua ida para Timor Leste promoverá o crescimento profissional de ambos os lados, além de remetê-lo há tempos atrás, quando iniciou a carreira numa emissora de rádio em Camaçari. “Atualmente estou gerenciando a TV Câmara de Camaçari, mas o rádio é uma paixão antiga de mais de vinte anos e foi pelo rádio, a minha entrada na comunicação. E essa ida para Timor Leste faz parte de mais um crescimento na profissão. Aprendi muito sobre rádio e tv legislativa nesses últimos tempos”, justificou Morivaldo.

Desde o período Colonial Português, que Brasil e Timor Leste mantem relações diplomáticas. Mas foi a partir da independência dos timorenses de Portugal, em 2002, que surgiu a construção de cooperações técnicas entre os brasileiros e os timorenses, que compartilham o uso da língua portuguesa com outros oito países.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.