O presidente da Associação Brasileira das Televisões e Rádios Legislativas (ASTRAL), Wanderley Oliveira avaliou como positiva, a atenção dispensada pela Agência Nacional de Cinema (ANCINE) do governo federal, que criou uma linha de crédito para as produtoras independentes criarem documentários e vídeos para as tvs legislativas. “Essa linha de crédito representa um grande avanço. É a demonstração de que o governo federal voltou os olhos para as tvs legislativas que poderão ampliar seus conteúdos, tornando a programação mais atrativa”, afirmou Wanderley.

O assunto será abordado, durante o X Encontro da ASTRAL, no próximo dia 9, em Gramado (RS). O palestrante e Secretário de Políticas de Financiamento da ANCINE, Ricardo César Pecorari vai esclarecer as normativas por meio do tema: “A Produção Independente Brasileira nas Emissoras Legislativas”.

Para acessar a linha de crédito, os interessados devem consultar um edital divulgado pela ANCINE recentemente. As inscrições estão abertas até 14 de maio para a Chamada Pública da Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas, que disponibiliza R$ 70 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual, distribuídos igualmente pelas cinco regiões do País. Os investimentos fomentarão a produção de 80 obras audiovisuais brasileiras independentes.

Em sua terceira edição, a Linha tem como objetivo a regionalização da produção de conteúdos audiovisuais independentes para destinação inicial ao campo público de televisão (segmentos comunitário, universitário e legislativo e em emissoras que exploram o serviço de radiodifusão pública e televisão educativa).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.