A Diretoria Executiva da Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (ASTRAL) emitiu na tarde desta segunda-feira (2), uma Nota de Repúdio ao assassinato brutal do Repórter Cinematográfico, Nilson Ferreira da Silva, 41, ocorrido no último final de semana, em Porto Alegre (RS). Ele era funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviços para a TV Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.
A ASTRAL se mantém solidária aos familiares do cinegrafista e alerta aos órgãos de segurança pública para a elucidação deste crime. “É com grande pesar que toda a diretoria da ASTRAL e seus associados lamentam a morte precoce deste profissional”, disse Wanderley Oliveira, presidente da ASTRAL.
Nota de Repúdio
A ASTRAL manifestou seu repúdio ao ato bárbaro e covarde praticado contra o Repórter Cinematográfico, de uma empresa terceirizada, que presta serviços para a TV Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Nilson Ferreira da Silva, 41. Ele foi assassinado no último final de semana, em sua própria residência, após ser confundido por bandidos, num bairro de Porto Alegre (RS).
No entanto, cabe a ASTRAL emitir também, solidariedade aos familiares da vítima, que deixou estarrecidos diversos profissionais em todo o Brasil, por Nilson Ferreira ter sido, mais um profissional da Imprensa, que infelizmente engrossa a lista de estatísticas de crimes cometidos contra jornalistas brasileiros.
Cobramos das autoridades policiais, minuciosa investigação,para identificação dos criminosos e que a justiça puna exemplarmente os autores desse horrendo crime. Nossa total solidariedade aos entes queridos de Nilson Ferreira.

ASTRAL: Presidente, Wanderley Oliveira.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.