Uma das primeiras emissoras legislativas do Brasil, a TV Assembleia de Goiás restabelece o convênio de cooperação técnica com a Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (ASATRAL). Cofundadora da Associação, a TV Assembleia de Goiás estava até então desfiliada desta que é a principal promotora da organização das emissoras legislativas em todo o País. O retorno da TV Assembleia para a Associação se dá em um esforço da atual presidência da Casa em reforçar o papel da transparência no Poder Legislativo Estadual e o desenvolvimento das ferramentas necessárias para tal. De acordo com o presidente da Assembleia, deputado José Vitti (PSDB), a filiação representa mais um passo de transparência e modernização.

“Com certeza teremos avanço e uma boa troca de experiências com o restabelecimento desse convênio. Nossa TV Assembleia já teve conquistas importantes, como a divulgação em canal aberto há pouco tempo, e sem dúvida vai continuar crescendo através dessa parceria, para divulgar cada vez mais os nossos atos como parlamentares e as ações que temos implementado na Casa”, disse. O Projeto de Resolução da Mesa Diretora autorizando a filiação foi aprovada pelo Plenário da Assembleia, em 22 de dezembro de 2017.

Equipe da TVAL/GO comemora retorno à ASTRAL ampliando a integração dos profissionais do Centro Oeste com os demais associados em várias regiões do Brasil

O coordenador Técnico da TV Assembleia, Antônio Clarete de Castro Tomazett, explica que as vantagens de ser filiado a Astral vão além da troca de experiências. “Através da Astral, mais do que a troca de informações, temos também a possibilidade de compartilhar conteúdos, participar de feiras, obter suporte e facilidade de acesso na aquisição de equipamentos”, explicou.

De acordo com Tomazzett a tendência é de que a Rede Legislativa se fortaleça cada vez mais e tomando também a função de coordenar decisões conjuntas. “A exemplo disso podemos citar a grande procura dos municípios para se integrarem. Somente em Goiás temos hoje mais de 20 solicitações. Destas, Rio Verde e Jataí já estão em fase de compra de equipamentos, Goianésia aguarda sua aprovação e os demais municípios estão em fase de análise. Essa união tornará possível uma maior padronização dos conteúdos gerados pelos legislativos de todo o País”, pontua o coordenador da TV Assembleia.

A Astral congrega as rádios e televisões mantidas pelo Poder Legislativo das esferas federal, estadual e municipal, por meio de seus representantes legais. A associação tem por objetivos o intercâmbio técnico e a troca de experiências; o estímulo à criação e funcionamento das rádios e televisões legislativas e a promoção do debate sobre o papel desses veículos de comunicação como instrumento de transparência das ações do Poder Legislativo, de aprimoramento do sistema democrático e do exercício da cidadania.

Sua existência promove maior aproximação entre as casas legislativas reunindo experiência em televisão e rádio daquelas casas que já possuem seus meios de comunicação e também ajudando aquelas que ainda planejam a criação de suas emissoras. Cada vez mais atuante nas discussões sobre política de comunicação no País, a Astral se consolida como associação de luta pelo fortalecimento das emissoras do Poder Legislativo em todas as esferas e está presente em todas as discussões sobre o futuro da radiodifusão no País.

História da TV Assembleia de Goiás

Foi no início de 1996, no segundo ano da gestão do então presidente, deputado Luís Bittencourt (PMDB), que a TV Assembleia começou a transmitir ao vivo as sessões plenárias. Nessa época foram adquiridos os equipamentos necessários: 3 câmeras de vídeo, mesas de áudio e corte e microfones. Também foi realizado o convênio com a operadora NET para transmissão em canal fechado. “Antes disso, a TV Assembleia possuía apenas uma câmera VHS (Video Home System), sistema doméstico de vídeo, que registrava as atividades dos parlamentares e arquivava as imagens”, conta Lourenço Tomazett, profissional da área, responsável pela implantação da emissora, na época.

Segundo ele, a TV Assembleia de Goiás foi pioneira nas transmissões ao vivo. “Exemplo que depois foi seguido por Casas Legislativas de vários estados que também passaram a transmitir através dos canais fechados”, lembra ele.

Uma nova reestruturação foi iniciada na emissora goiana na segunda gestão (2007-2009) do deputado Jardel Sebba (PSDB) como presidente da Assembleia. Foram adquiridos novos equipamentos. Além da atualização das câmeras de vídeo e ilhas de edição. Em 2009 foram instaladas câmeras robóticas no Plenário e no Auditório Solon Amaral, que permitiram uma visão mais ampla da imagem que registrava as atividades dos parlamentares naqueles ambientes.

O engenheiro Leandro Paes Orvate, ainda hoje respondendo tecnicamente pela TV Assembleia, e, à época, responsável pela implantação das novas tecnologias, acompanhou essa evolução e conta que a partir dessa modernização as sessões parlamentares puderam ser gravadas e reproduzidas durante a programação da emissora. Também nesse período foi montado um estúdio de gravações com tratamento acústico que permitia realizar entrevistas e programas com os deputados.

No final de 2016, vinte anos após a criação da emissora, na presidência do deputado Helio de Sousa, a TV Assembleia começou a operar através do canal aberto e digital. O Ministério das Comunicações liberou o canal 61.2, utilizado atualmente pela emissora, e que atinge Goiânia e os municípios do entorno da capital.

TV Assembleia hoje

A atual gestão, sob o comando do presidente José Vitti, acredita que a atualização da estrutura da TV Assembleia é fundamental para que a emissora cumpra seu papel de informar bem e mostrar com transparência as ações desenvolvidas pelo Poder Legislativo. Por isso o esforço da atual administração para transformar a TV Assembleia em 100% adaptada à transmissão digital. Os equipamentos estão passando por uma fase de troca com vista a ter uma estrutura totalmente pronta para o formato digital. A TV Assembleia, além disso, disponibiliza seu conteúdo não só nos canais abertos, mas também pela internet, onde através do YouTube o cidadão pode ter, em qualquer parte do mundo, acesso às transmissões ao vivo, bem como todo material de arquivo, como sessões plenárias, entrevistas, entre outros.

Entusiasta da modernização e com foco na transparência, o atual presidente, deputado José Vitti (PSDB) pretende expandir a rede legislativa ainda mais nos municípios goianos e para isso renovou contrato com a TV Câmara Federal, em ato realizado em setembro de 2017 na Residência Oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, em Brasília. José Vitti também aprovou projeto, em dezembro passado, que permitiu a filiação da emissora goiana com a Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (Astral).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.