Osvaldo Lira/A diretoria da Astral, Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas reuniu as emissoras legislativas de todo o país, nesta segunda-feira (02), na Câmara dos Deputados, em Brasília, para discutir estratégias de fortalecimento das emissoras públicas e iniciar o planejamento estratégico da entidade para 2018. No encontro foi discutido, a realização da 2ª Mostra de Documentários da ASTRAL e a agenda nacional de encontros para 2018. Os encontros ocorrerão em Gramado, RS, em maio e em São Paulo, capital, em agosto do próximo ano.

Além do presidente da Astral, Wanderley de Oliveira (Assembleia de MT), participaram da reunião os vice-presidentes da entidade, Evelin Maciel (Câmara dos Deputados) e Osvaldo Lyra (Câmara de Salvador), o diretor-técnico, Marcelo Malacrida (Câmara de Bauru – SP), a secretária-geral Luciana Mendes Rivelli (Câmara de Jundiaí – SP) e o diretor financeiro Gerson Inácio de Castro (Assembleia do RN).

Foram discutidos critérios para a veiculação de conteúdo nas emissoras legislativas e a formulação de um parecer da Associação com orientações sobre apoio cultural a ser divulgado até o final de 2017. A Associação recebeu uma proposta de parceria de uma empresa de interatividade para o desenvolvimento de um aplicativo para a TV digital que será analisada pela diretoria. A entidade vai disponibilizar em breve duas opções de cursos EAD para a formação dos quadros técnicos das emissoras. Os cursos deverão ocorrer no primeiro semestre de 2018.

RADIO – Na tarde desta segunda-feira, foi realizada também uma reunião da Rede Legislativa de Rádio. Houve um consenso sobre a nova grade de programação compartilhada, que irá priorizar as sessões plenárias das emissoras parceiras (Câmaras Municipais) e jornais de meia hora, em cada período dos dias da semana, gerados ao vivo pela redação da Rádio Câmara de Brasília. Participaram da reunião representantes das emissoras de rádio que estão no ar – Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Câmaras Municipais  de Bauru (SP), Pouso Alegre (MG), Teixeira de Freitas (BA) e João Pessoa (PB), e das emissoras próximas a entrar em operação – Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Itamarandiba (MG), Chapadinha (MA), Balneário Camburiu (SC), Currais Novos (RN) e Salvador (BA).

       

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.